Notícias locais

1 de outubro de 2018

Convenção Coletiva


Sincomercio Marília busca bom senso para que a Convenção Coletiva do Trabalho seja assinada

Mesmo com o desempenho econômico e a confiança dos brasileiros ter aumentado no país, a instabilidade econômica ainda preocupa os empresários que precisam honrar gastos essenciais como o pagamento de seus fornecedores, salários, encargos sociais e tributos.
Com base nessa realidade e procurando uma solução que atenda aos anseios das classes patronal e dos empregados, o presidente do Sincomercio Marília, Pedro Pavão, após participar de diversas reuniões conjuntas com Sindicatos patronais, busca o bom senso para a assinatura da Convenção Coletiva do Trabalho 2018/2019 com data-base em 1º de setembro.
Pedro Pavão destaca que as negociações salariais entre as classes patronais e dos empregados estão abertas e em desenvolvimento “Estamos mantendo um diálogo amigável com o representante da categoria dos empregados e acreditamos que chegaremos a um denominador que seja interessante para todos”, ressalta.
Cumprindo deliberações de sua assembleia geral, a entidade patronal continua em processo de negociação, na qual o reajuste salarial de 4% com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).
Convém lembrar que, até que seja realizada nova Convenção Coletiva, prevalece em vigor a última (2017/2018), em virtude da previsão contida no parágrafo único da cláusula 48 que dispõe: “Os efeitos desta norma se estenderão até a celebração de nova Convenção Coletiva de Trabalho”, portanto suas cláusulas permanecem inalteradas no que diz respeito aos aumentos salariais, abertura do comércio aos feriados e Repis.
Outras informações podem obtidas pelo telefone (14) 3402-4444 ou pelo email sincovam@fecomercio.com.br

Voltar para Notícias