Notícias Fecomercio

23 de fevereiro de 2018

FecomercioSP explica como é feito o cálculo da inflação no Brasil


IPCA, indicador que mede impacto da variação dos preços, pondera peso de grupos, como habitação, alimentação, saúde e transportes

O que é a inflação? Como ela afeta a vida dos cidadãos na prática? Para responder a essas perguntas, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) detalha como é medida a inflação oficial do governo brasileiro, bem como sua influência na vida das famílias de distintas classes sociais.

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi criado no fim da década de 70 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A partir de 1999, ele passou a ser usado como medidor oficial da inflação em decorrência da adoção do regime de metas inflacionárias para buscar estabilidade monetária.

O IPCA é considerado um indicador amplo, pois contempla uma parte significativa da população: os que têm renda entre um e 40 salários mínimos. Esse universo, segundo o IBGE, abrange 90% das famílias que vivem nas áreas urbanas do País.

Para calcular como a variação de preços afeta as famílias, é preciso definir um parâmetro de distribuição dos gastos nos domicílios, ou seja, o peso de cada despesa (alimentação, transporte e habitação, por exemplo) para os consumidores. Esse cálculo é feito a partir das informações coletadas pela Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), também elaborada pelo IBGE. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias